ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!


CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...









quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Menina com doença grave e rara pede doação de medula óssea nas redes: ‘Me ajuda?’

 


Uma menina de 4 anos com uma doença grave e rara e que precisa da doação de medula óssea está chamando a atenção das mídias sociais para o caso. A pequena Isabela Monteguti é de Curitiba e foi diagnosticada com Linfohistiocitose hemofagocitica (LHF), em 2020. A doença é uma síndrome de hiperativação imunológica, que, em outras palavras, trata-se de uma infiltração na medula óssea.


Para se curar, a menina precisa de um doador de medula óssea 100% compatível e, por meio de um perfil chamado @todospelaisa, criado no Instagram pela família, ela mesma gosta de aparecer de vez em quando para pedir ajuda aos seguidores. (Assista a um dos vídeos gravados com a Isa no final)

“Doe sangue, doe medula, salve vidas. Me ajuda?” diz a menina em um dos vários vídeos postados.

O perfil da campanha para Isa foi criado no Dia da Criança de 2020, logo que a menina foi diagnosticada com a doença. Ela passou por sessões de quimioterapia, após vários tratamentos sem sucesso, e a doença entrou em remissão em setembro de 2021. Foi quando houve a indicação do transplante”, explica a mãe, Carol Monteguti.



“Com o risco e a falta de um doador compatível, a equipe médica decidiu realizar o transplante haploidêntico, quando o doador é 50% compatível. O pai foi o doador em março desse ano”, diz. Mas, em outubro, mais uma má notícia: a doença de Isa voltou novamente. Aí então foi iniciada a busca por um doador 100% compatível, após retomada do tratamento com quimioterapia.

Neste momento, a campanha no perfil @todospelaisa ganhou mais força, na tentativa de atingir mais e mais seguidores e compartilhamentos de informações, sem qualquer limite, divisa ou fronteira.

Atualmente com 5,7 mil seguidores, são postadas informações relevantes sobre a importância da doação de medula óssea, orientações de como doar e quem pode ser um candidato, assim como o caminho para localizar um hemocentro no local onde mora. Além disso, momentos de Isa em tratamento e em família, especialmente a irmã caçula.

A mãe, Carol Monteguti, conta que apesar de momentos difíceis por causa do tratamento, por conta de medicações e internamentos, a filha mais velha é uma menina muito alegre e inteligente. O bebê da casa, Marina, é uma motivação. As irmãs aparecem juntas em muitas postagens. Isa faz questão de mostrar fotos com a caçula a todos, conta a mãe. (Informações Banda B)

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

GODOY MOREIRA

GODOY MOREIRA

LUNARDELLI

LUNARDELLI