ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...










sábado, 5 de fevereiro de 2022

Cientistas apontam mais um sintoma pouco conhecido da Ômicron

 


À medida que a Ômicron se espalha pelo mundo e provoca o aumento de casos da Covid-19 em vários países, especialistas descobrem novas características da contaminação provocada pela cepa.



O aplicativo epidemiológico Zoe Symptom Study App, do Reino Unido, é uma das principais ferramentas para analisar o quadro clínico de pacientes infectados pela variante, e uma recente atualização mostra o surgimento de mais um sintoma que pode estar associado à essa versão do coronavírus.


De acordo com os dados obtidos pelo levantamento, uma em cada cinco pessoas infectadas pela variante apresenta dor lombar durante o período de contaminação. Os especialistas responsáveis pelo aplicativo sugerem que sentir dores incomuns nas costas, sem gatilho conhecido e acompanhadas de outros sinais, pode indicar a presença do coronavírus no organismo.

Segundo os cientistas, a dor lombar afeta 19% dos pacientes, em média, e ocupa o 17º lugar na lista de sintomas mais comuns da Ômicron. Dessa forma, esse tipo de incômodo torna-se mais frequente do que a dor no peito (16%), perda de apetite (18%) e glândulas inchadas (18%). Para o líder do estudo, Tim Spector, a descoberta do novo sintoma ainda é recente. O profissional enfatiza que os cinco principais sinais da Covid-19 ainda são: coriza (74%), dor de cabeça (68%), fadiga (63%), dor de garganta (63%) e espirros (61%).



No início de dezembro de 2021, médicos na África do Sul alertaram que a dor lombar poderia ser um sinal da presença da Ômicron, mas só agora a hipótese foi constatada por uma das principais ferramentas de estudo da Europa. Durante live no Youtube, o professor Spector afirma que “os relatórios mostraram que a dor lombar está ocorrendo com frequência, e por isso, foi divulgada como uma das opções de manifestação da doença”.

O Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido e a equipe do King’s College London, que conduz o estudo, ainda não adicionaram a dor lombar à lista completa e oficial de sintomas da Covid-19. (Informações Portal Metrópoles)

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO CANAL HP

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

GODOY MOREIRA

GODOY MOREIRA

LUNARDELLI

LUNARDELLI