ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...










sexta-feira, 25 de março de 2022

Mulher publicou em rede social “Não sei se ressuscito mais”, um dia antes de morrer no Paraná

 


Samantha Mantovani Muniz, de 35 anos, morta a facadas dentro de um ônibus da linha Centenário/Campo Comprido, na tarde desta quinta-feira (24), fez várias publicações em uma rede social falando sobre a morte dias antes da tragédia. O crime aconteceu no momento em que o veículo estava parado em uma estação-tubo, no Mossunguê, em Curitiba.




Na manhã de quarta-feira (23), um dia antes de sua morte, Samantha publicou um poema de Sávio Oliveira Lopes com o título “Morri”. Na legenda da imagem, a mulher escreveu: “É tipo aquilo… ‘Meu silêncio é em luto por todas as vezes que já morri'”. Confira o poema na íntegra na imagem abaixo:



Última postagem


A última publicação de Samantha, feita na manhã desta quinta-feira, dia do crime, às 6h da manhã, fala sobre ônibus, onde ela viria a morrer horas depois. “Agora são exatamente 6 e ônibus” escreveu ela.


Entenda o caso

Um vídeo gravado por um passageiro, que estava dentro do ônibus da linha Campo Comprido/Centenário, mostra o momento do assassinato de uma mulher. De acordo com uma testemunha, ouvida pela Banda B, tudo começou com uma discussão por conta de uma suspeita de furto.



“O rapaz que matou a mulher foi comprar uma cocada. Um senhor questionou, então, se ele tinha pago o doce. O vendedor disse que sim. Mesmo assim, continuou a briga. Nisso, um cara que estava com uma criança no colo começou a filmar o agressor. A mulher também começou a discutir com o homem”, falou para a Banda B.

Foi então que, de acordo com as testemunhas, os passageiros tentaram expulsar o suspeito. “Ela pediu para o motorista parar para tirar ele, mas o motorista disse que não poderia. Quando chegaram na estação-tubo, tentaram tirá-lo à força do ônibus e foi aí que o rapaz partiu pra cima de todo mundo”, concluiu.

á outro passageiro disse que o assassino foi um homem que acusou o pai de uma criança de furtar a cocada.

“O assassino acusou o pai de ter roubado a cocada de outra pessoa. Começou a gritar, falando que ele não pagou. O cara estava bem louco, sem máscara e meio alterado. O pai ficou desesperado porque o filho estava passando mal e tentou sair. Porém, antes, o pai tentou tirar uma foto do agressor, que ficou revoltado. O suspeito pegou o celular da mão e jogou pra fora do ônibus, foi quando a briga piorou”, relatou à reportagem.

O agressor está foragido. O tenente Bueno, do 12º Batalhão da Polícia Militar, contou à Banda B que as buscas foram intensas na região, inclusive com a ajuda de um helicóptero do Batalhão de Operações Aéreas (BPMOA).

Samantha Mantovani Muniz levou uma facada no pescoço e não resistiu aos ferimentos. (Informações Banda B)

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO CANAL HP

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

GODOY MOREIRA

GODOY MOREIRA

LUNARDELLI

LUNARDELLI