ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...










quarta-feira, 27 de abril de 2022

Campanha de atualização de rebanhos começa no dia 1º de maio no Paraná

 


O Paraná recebeu a certificação internacional de área livre de febre aftosa sem vacinação. O status sanitário conferido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) é fruto de um trabalho intenso realizado por mais de 50 anos pelo poder público e pelo setor privado, além da criação de um dos mais bem estruturados sistema de sanidade animal pelo Governo do Estado e pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), que prevê, entre as atividades, a atualização dos rebanhos.


Em 2022, a campanha será realizada em uma única etapa, iniciada em 1.º de maio e que termina em 30 de junho. O cadastro atualizado é essencial para que o Estado tenha instrumentos mais eficazes de monitorar e garantir a saúde dos animais e a qualidade da produção de carne do estado.

Como fazer a atualização

Durante o período da campanha, todos os produtores rurais com animais de qualquer espécie devem atualizar as informações dos rebanhos sob sua guarda. O procedimento é obrigatório. Caso não faça, além de ser punido com aplicação de multa, o proprietário ficará impossibilitado de emitir a Guia de Trânsito Animal (GTA) – o documento é essencial para movimentar animais entre propriedades e para abate nos frigoríficos. A lista dos animais que devem passar pela atualização inclui bovinos, búfalos, cobras, ovelhas, suínos, cavalos, jumentos, mulas, galinhas e peixes.

 

Este ano, a Campanha de Atualização de Rebanhos acontece em fase única e há a possibilidade de realizar o processo pela internet, diretamente no site da Adapar no link www.produtor.adapar.pr.gov.br. Quem preferir fazer a atualização presencialmente pode procurar as Unidades Locais da agência, os Sindicatos Rurais ou o Escritório de Atendimento dos municípios.

Responsabilidade de todos

O status sanitário de área livre de febre aftosa sem vacinação é uma conquista dos produtores paranaenses; e para mantê-lo, o Governo do Estado aposta no sucesso da Campanha de Atualização de Rebanhos 2021. “A eliminação da vacina aumenta a nossa responsabilidade porque temos de aumentar a vigilância. Precisamos estar atentos, melhorando nosso cadastro e nosso controle de movimentação de animais para manter o padrão de qualidade que o mundo exige”, reforça Norberto Ortigara, secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento.

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO CANAL HP

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

GODOY MOREIRA

GODOY MOREIRA

LUNARDELLI

LUNARDELLI