ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...










domingo, 1 de maio de 2022

Idoso é derrubado de maca de ambulância e morre no Paraná


Estava previsto para a tarde deste sábado (30) o sepultamento no cemitério municipal de Mariluz do senhor conhecido na cidade como Neno do Gavião. Ele morreu no final da tarde de sexta-feira (29) após ter sido derrubado acidentalmente de uma maca hospitalar na saída da ambulância da Secretaria Municipal de Saúde.

Neno era acamado e sofria de problemas cardíacos. Pouco antes do acidente tinha sido levado para realizar exames na Unidade de Atenção Básica do Município. Já em casa aconteceu a queda durante a remoção da maca hospitalar feita pelo próprio motorista da ambulância, sem ajuda de médico ou de enfermeiros.

Segundo a versão da filha, no momento da chegada da ambulância uma nora de Neno já aguardava em casa e pediu ao motorista que esperasse um instante até a chegada de um dos filhos para retirá-lo com cuidado e segurança. Mesmo assim, conta uma das filhas, o motorista de forma imprudente usou uma cadeira como suporte e a maca escorregou derrubando seu pai.



Após o acidente, Neno foi encaminhado para o Pronto Atendimento, mas acabou falecendo posteriormente.

Em áudio, o prefeito de Mariluz, Paulinho Alves, lamentou a tragédia e admitiu o erro no procedimento de transporte e remoção do paciente. “A primeira falha foi o médico não ter ido junto até a casa, mas ele (médico) estava atendendo sozinho naquele momento… Foi realmente um acidente que poderia ter sido evitado. Também sabemos que demorou para ser encaminhado, mas quem aceita o paciente na central de leitos é o hospital, isso não depende de nós”, justificou o prefeito.

Em conversa com a secretária municipal de Saúde, Ângela Maria Almeida, na manhã deste sábado (30), ela disse a OBemdito que assim como o prefeito reconhece a falha humana que levou o paciente a morte e que na segunda-feira (2) uma reunião específica sobre o problema decidirá sobre a abertura de um procedimento administrativo para apurar, responsabilizar e punir (afastar) o profissional envolvido. A secretária ressaltou que a causa do óbito, conforme a médica plantonista, não foi traumatismo craniano.

Informações: Atento a Rede

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO CANAL HP

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

GODOY MOREIRA

GODOY MOREIRA

LUNARDELLI

LUNARDELLI