ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...










segunda-feira, 2 de maio de 2022

Mãe é suspeita de espancar e torturar criança de dois anos


 

Uma criança de dois anos foi espancada e torturada nesse sábado (30 de abril) em Prudentópolis. A mãe foi detida pela Polícia Militar, sendo a principal suspeita das agressões.

A Polícia Militar foi acionada às 10h30, para comparecer ao Hospital Sagrado Coração de Jesus, em Prudentópolis, onde se fazia presente o Conselho Tutelar. Os órgãos de segurança foram acionados pelo hospital para averiguar uma situação de lesão corporal contra uma criança de dois anos, que estava acompanhada de sua mãe, de 18 anos.


Segundo informações, a criança deu entrada no hospital próximo das cinco horas da manhã desse sábado. A mãe da criança, ao ser questionada sobre o ocorrido, disse que por volta de uma hora da manhã levantou de sua cama e viu seu filho na sala, próximo ao sofá, sobre o solo em posição “pronada”. Ela contou que, vendo a situação, o pegou no colo e levou para a cama, onde constatou várias lesões no seu rosto, cabeça e costas, que em seguida começou a ficar roxo e que depois de um certo tempo a criança começou a chorar de dor e mostrar o braço direito, onde a mãe passou a mão e percebeu que estava mole. Diante disso, ela avisou sua sogra e pediu para que a levasse com a criança ao hospital. 


A mãe enfatizou também que quando viu a criança no chão tinha uma tesoura e uma faca de serra ao lado dela. Questionada se existia mais gente no local na hora do fato, ela disse que não, que só estavam ela e seu filho. De acordo com o Boletim da PM, a todo o momento ela procurou se eximir de culpa e se contradisse em diversas ocasiões.

A mulher acrescentou que não queria acobertar ninguém. Os policiais perguntaram então quem seria a pessoa a acobertar, e ela respondeu ser o homem, de 24 anos, com quem se relaciona, filho da mulher que a conduziu até o hospital. Perguntado por que teria que acobertá-lo, respondeu que era porque “vão falar que é ele e eu não vi nada, não vi ele agredir”. 

O médico que prestou atendimento à criança, constatou múltiplas lesões por todo o corpo, lesões ocorridas em tempos diferentes, o que indicaria agressões em outras situações passadas. Constatou ainda múltiplas lesões na face (por todas as regiões), edema importante em couro cabeludo, provocada por instrumento cortante, fratura oblíqua única no úmero do braço direito. Ainda no laudo médico, se exclui qualquer possibilidade de acidente doméstico. Conforme exames de raio – x suspeita-se de lesões na mandíbula da criança.

Diante do fato, a equipe encaminhou a mãe da criança para a 14ª SDP para que se tomem as medidas da polícia judiciária.

Informações do portal GMAIS Notícias

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO CANAL HP

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

GODOY MOREIRA

GODOY MOREIRA

LUNARDELLI

LUNARDELLI