ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

ECONOMIA SEMPRE PERTO DE VOCÊ!

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...

CONSTRUIR OU REFORMAR? ESSE É O LUGAR...










sexta-feira, 17 de junho de 2022

Curiosos embriagados dificultam atendimento a vítimas de acidente

Dois homens ficaram feridos após colisão seguida de capotamento em Apucarana, na madrugada desta sexta-feira (17). O Corpo de Bombeiros foi chamado por volta da 00h50 e informou que as vítimas ficaram presas às ferragens. 

Conforme o aspirante Moura, dois caminhões dos Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) atenderam a ocorrência. "Uma vítima, quando chegamos estava presa às ferragens e precisamos abrir o veículo com as ferramentas necessárias, a outra também estava presa no carro, devido aos ferimentos, estava de barriga para baixo. Um homem foi levado para a ambulância do Samu, que levou para receber atendimento médico, o outro, foi levado para a nossa ambulância e conduzido para o Hospital da Providência", disse.

O acidente aconteceu na Avenida Santos Dumont na Vila Shangri-lá. O motorista do carro bateu na traseira de um caminhão que estava estacionado e depois capotou. O resgate durou quase duas horas. A Polícia Militar (PM) também foi chamada. A idade dos feridos ainda não foi revelada. 

CONFUSÃO DURANTE A OCORRÊNCIA

O que chama a atenção nessa ocorrência, no entanto, foi a dificuldade que os socorristas enfrentaram para realizar o trabalho por conta de um grupo de pessoas, aparentemente embriagadas, que faziam graça e atrapalhavam o trabalho das equipes. Essas pessoas estariam nas imediações do local e se aglomeraram após o acidente.

O socorro precisou acionar a Polícia Militar, pedindo apoio da Rotam para conter o grupo.  Segundo o BO, essas pessoas, fazendo brincadeiras, estavam prejudicando o socorro ás vítimas. A PM chegou ao local e fez a delimitação do perímetro da ocorrência com faixas sinalizadoras, no entanto, diversas pessoas se recusaram a se afastar do atendimento. Os policiais precisaram usar spray de pimenta para conter os ânimos das pessoas, que se recusavam a acatar as ordens e teriam chegado, inclusive, a empurrar os policiais. A Rotam precisou ficar no local até o final do atendimento para assegurar o trabalho dos socorristas.

Informações: TN Online


 

CLIQUE AQUI PARA ENTRAR NO GRUPO DE WHATSAPP DO CANAL HP

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO JOÃO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

SÃO PEDRO DO IVAÍ

GODOY MOREIRA

GODOY MOREIRA

LUNARDELLI

LUNARDELLI